A Campanha Ciência e Solidariedade pela Vida, lançada no mês de abril para apoiar a atuação do Complexo Hospitalar Universitário (CHU) da UFPA no atendimento de Covid-19, chega ao fim com uma arrecadação de R$ 43.730,21 em dinheiro, além de materiais de consumo, envolvendo um total de 183 doações de pessoas físicas e 3 doações de pessoas jurídicas. A Campanha foi realizada pela Universidade Federal do Pará (UFPA), em parceria com a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp).

A iniciativa foi motivada pela necessidade de adquirir itens emergenciais para as ações do hospital e pelas manifestações espontâneas da sociedade, que, desde o início da pandemia, se mostrou disposta a contribuir com o atendimento de Covid-19 no Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), uma das unidades de referência no estado do Pará para o tratamento de casos graves da doença.

O valor arrecadado na conta da campanha foi administrado pela Fadesp e investido para a aquisição de insumos e equipamentos, como válvulas de oxigênio, válvulas de ar comprimido, torneiras de três vias com trava, beliches, equipamento de simulação para treinamento de equipes, kits cirúrgicos e rolos de nastro. A campanha arrecadou, ainda, máscaras face shield e aventais cirúrgicos direcionados para uso pelo HUJBB.

Além da aquisição de materiais, o fundo da campanha também foi utilizado para realizar a manutenção emergencial da refrigeração de alas de atendimento/internação de Covid-19 e para recuperar respiradores, monitores respiratórios e ventiladores pulmonares, serviços que contribuíram para a ampliação da capacidade de atendimentos do hospital, principalmente, no período de maior demanda por internação (veja o balanço completo dos investimentos).

A professora Regina Feio Barroso, superintendente do Complexo Hospitalar da UFPA, agradece o apoio da comunidade universitária e da população: “Na ocasião da pandemia de Covid-19, o Hospital João de Barros Barreto, referência do MS, pôde comprovar e sentir que a solidariedade é um sentimento capaz de vencer obstáculos, por mais difíceis que eles sejam. No projeto de combate à Covid-19, os recursos oficiais destinados ao hospital foram de extrema importância para a aquisição de insumos e materiais para combater a doença, mas as dificuldades da aquisição com fornecimento imediato tornaram-se problema universal, apesar da MP 924 e das medidas urgentes adotadas pela equipe administrativa do Complexo Hospitalar. Imediatamente houve uma corrente de ajuda para superar essas dificuldades, entre elas a campanha intitulada ‘Ciência e Solidariedade pela Vida’, como iniciativa da Reitoria da UFPA, em apoio ao nosso CHU no combate à Covid 19, objetivando ajudar na aquisição de itens emergenciais e receber as doações da sociedade, capitaneando oficialmente uma corrente solidária que foi desenvolvida pela sociedade paraense. Sem esse apoio, não teríamos alcançado sucesso na abertura da quantidade de leitos pactuados e na aquisição de materiais de proteção para os nossos trabalhadores de maneira célere, segura e administrativamente adequada. Em nome de todos os trabalhadores e trabalhadoras do CHU-UFPA, agradeço o apoio e a solidariedade dedicada à população que necessitou de assistência nos hospitais universitários durante este difícil momento que vivemos e conseguimos superar”.

O reitor da UFPA, professor Emmanuel Zagury Tourinho, destaca o papel do HUJBB na pandemia: “Como Hospital Universitário de referência, o Barros Barreto ofereceu à população o que há de melhor no atendimento: corpo profissional altamente qualificado e atualizado para o tratamento da Covid-19 com base em evidências científicas; acolhimento para o esclarecimento de dúvidas e apoio psicológico por telefone; pesquisas de ponta para a busca de um tratamento eficaz; formação de profissionais de saúde em todo o estado. Por tudo isso, a UFPA se orgulha das(os) suas(seus) servidoras(es) e discentes que contribuíram para salvar muitas vidas. Merecem nosso eterno reconhecimento também as(os) profissionais que, infelizmente, perderam suas vidas atendendo com eficiência a todos os que buscaram o hospital”.

Além da Campanha, o CHU-UFPA também recebeu o apoio espontâneo da sociedade civil e de instituições parceiras, assim como investimentos da UFPA e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), às quais o hospital é vinculado.

Atuação do Complexo Hospitalar da UFPA na pandemia – Desde fevereiro de 2020, o Hospital Universitário João de Barros Barreto ingressou no sistema público hospitalar de referência administrado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) para o atendimento e tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19 no estado. Por conta disso, foi necessário ampliar sua estrutura e realizar a preparação da equipe para o acolhimento de casos graves da doença, com necessidade de internação. Em abril, o hospital começou a receber os primeiros casos da doença.

Ao todo, foram organizados 40 leitos de enfermaria, 18 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), além de espaços ambulatoriais para funcionamento ininterrupto em três turnos diferentes. No período de abril a julho de 2020, o HUJBB atendeu a 1.297 pessoas com suspeitas de Covid-19, sendo 724 casos confirmados e 573 descartados. Segundo o último informe epidemiológico da unidade do início de agosto, 193 pacientes foram recebidos em estado grave e precisaram de internação, dos quais 106 se recuperaram, 24 permaneciam internados e 63 foram a óbito.

Além de atuar na linha de frente do atendimento hospitalar, o HUJBB ofereceu à população teleatendimento para esclarecimento de dúvidas e para apoio psicológico, integrou e desenvolveu pesquisas locais, nacionais e internacionais e contribuiu com a formação de centenas de profissionais para atuação no enfrentamento da doença na capital e nos interiores do estado do Pará.

No mês de julho, o hospital apresentou queda no número de pacientes em estado grave e de novos casos da doença. No dia 1o de agosto, as autoridades sanitárias encerraram a contratualização com o Hospital para internação de pacientes com Covid-19, passando o hospital a destinar todos os leitos para os demais atendimentos contratualizados. Mesmo com o atendimento hospitalar encerrado, os serviços de teleatendimento à população seguirão em funcionamento, assim como já foram retomados os atendimentos nas especialidades de referência do Hospital.

Texto e arte: Divulgação Campanha de Apoio aos Hospitais da UFPA – Ciência & Solidariedade pela vida, com informações cedidas pela Ascom do CHU-UFPA/Ebserh