A proposta “Parque para Todos” foi a vencedora do concurso nacional organizado pela FADESP para a escolha do projeto de arquitetura, paisagismo e urbanismo a ser adotado pelo governo do Estado do Pará para a construção do Parque da Cidade de Belém. A seleção cumpriu etapas de inscrição, análise técnica das propostas e consulta popular.

O concurso teve 85 inscrições de todo o Brasil, sendo 63 homologadas. Dos inscritos homologados, 23 enviaram propostas de anteprojetos para análise pelo júri técnico. Das analisadas, oito foram apresentadas por escritórios do Pará, oito de São Paulo, três do Rio de Janeiro, dois do Paraná, um do Rio Grande do Sul e um de Santa Catarina.

As propostas precisaram cumprir as exigências técnicas do edital e a consulta popular que definiu alguns itens obrigatórios como praça, teatro, lago e quadras de esporte, por exemplo. Um júri técnico composto por profissionais do Pará e de outros Estados chegou às duas finalistas submetidas à votação popular online.

A presidente do júri técnico, arquiteta e professora da Universidade Federal do Pará (UFPA), Roberta Rodrigues, explicou que a análise técnica teve rodadas de avaliações individuais e coletivas, todas sem a identificação dos escritórios responsáveis. Houve uma preocupação em escolher propostas que alcançassem o equilíbrio entre os elementos naturais, os equipamentos e os serviços considerados importantes para o novo espaço.

Segundo Roberta, o público pôde escolher entre propostas que também não apagaram o referencial histórico da área usada como aeroporto, nem desconsideraram o entorno ou a possibilidade do parque ser atravessado pelo prolongamento de vias como a avenida Pedro Miranda.

Na votação popular, a proposta vencedora teve 1.750 votos, contra os 1.611 da concorrente. Os responsáveis são os arquitetos e urbanistas Carlos Eduardo Murgel Muller, Marcos Bresser Pereira Epperlein, Thiago Santana Maurelio, Eduardo Saguas Muller e Guilherme Henrique Machado Faganello, e o estudante Vitor Martins. Eles integram as empresas Firma Arquitetura e Dezembro Arquitetos, ambas de São Paulo.

O Parque – o projeto do Parque da Cidade é realizado pelo governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), e deverá ser construído na área do aeroporto Brigadeiro Protásio, na avenida Júlio Cesar. Segundo o governador, Helder Barbalho, a capital paraense cresceu e precisa ofertar espaços e serviços para a sociedade que sejam compatíveis com as necessidades de lazer e mobilidade urbana.

Junto com a titular da Secult, Úrsula Vidal, a presidente do júri técnico e o coordenador do concurso pela FADESP e professor da UFPA, José Júlio Lima, o governador participou da live realizada nesta segunda-feira, 17, para anunciar o ganhador do concurso nacional. Ele acredita que a combinação da análise técnica com a participação popular legitima ainda mais o projeto.