Banco de Projetos
16/01/2014 15h18 - Atualizado em 03/03/2015 17h6
Estudo para Avaliar a Eficácia e a Segurança de Duas Doses de Vacina de Rotavirus em Bebês Saudáveis
A-A+ Fonte
Ampliar imagem
Pesquisadores coletam dados nos bairros de Belém abrangidos pela pesquisa que testou a vacina contra o Rotavírus.
Ampliar imagem
Voluntárias são acompanhadas em consultório para o teste da vacina contra o Rotavírus.
Ampliar imagem
Vacina é aplicada em criança acompanhada pela pesquisa que testou o antídoto contra o Rotavírus.
Ampliar imagem
Equipe que atuou na pesquisa, entre eles, o coordenador Alexandre da Costa Linhares – doutor em Biologia Parasitária pela Fundação Oswaldo Cruz.

O estudo executado pelo Instituto Evandro Chagas (IEC) avaliou a eficácia e a imunogenicidade de duas doses da vacina de Rotavírus Humano Atenuado Vivo, por via oral foi iniciado em 2001 e concluído em 2003.

A eficácia foi medida pela capacidade das doses protegerem a criança, fazendo com que elas não contraiam, principalmente, a forma mais grave da doença. A imunogenicidade foi conferida pela capacidade da vacina induzir a produção de anticorpos.

Em dois anos, foi acompanhada a situação clínica de cerca de 800 crianças, todas moradoras de Belém. Parte delass tomou as doses da vacina, via oral, sendo uma aos dois meses de idade e outra aos quatro meses.

Outra parte tomou placebo, uma substância sem qualquer efeito, a título de controle.
O acompanhamento das crianças apontou a eficácia superior a 80%, enquanto a análise das amostras de sangue demonstrou a imunogenicidade satisfatória, com cerca de 70% de respostas imunes pós-vacinação.

Hoje, a vacina contra o Rotavírus é distribuída nos postos de Saúde brasileiros. Desde que as doses começaram a fazer parte do calendário brasileiro de vacinação, a mortalidade de crianças com até um ano de idade, causada por gastroenterite, já caiu 39%.

Os estudos fizeram parte de um projeto de pesquisa realizado em onze países da América Latina e de outros continentes. O financiamento da pesquisa global é da Glaxo Smith Kline, do próprio IEC, além da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e do Ministério da Saúde (MS), órgãos aos quais o instituto é vinculado.


Área do Conhecimento
Saúde

Execução
Instituto Evandro Chagas

Coordenação
Alexandre da Costa Linhares

Financiador
Glaxo Smith Kline Biologicals S/A

Valor Aprovado
R$ 2.681.767,00


Acompanhe o andamento do projeto no Portal da Transparência.

Rua Augusto Correa s/n | Cidade Universitária, Profº José da Silveira Netto / UFPA - Guamá - Belém/Pa | Cep 66075-110 | Telefone: (91) 4005-7440 Como Chegar